Marketing digital

marketingdigital

O avanço da Internet, bem como o da Web2, sinalizam o fim de uma era na rede de computadores mundiais: fim do amigo de um primo que faz sites muito bem, fim do propagandista de remédios que monta “sites ajeitadinhos”, fim das páginas estáticas que só despejam informações e não interagem com o internauta…

Comemoro estes términos e anseio pela etapa seguinte, que certamente será melhor e mais voltada para os relacionamentos e os negócios. No campo da Comunicação na área da Saúde, a evolução provocada pela Web2 é grande. E o trabalho deve ser feito por profissionais gabaritados que trabalharão em conjunto a imagem do médico e do dentista na Internet.

Para sermos eficientes, eficazes e genuinamente modernos, teremos que reunir assessores de comunicação, profissionais de design e programadores, trabalhando em sintonia, pois só assim o profissional de Saúde poderá se beneficiar com sua exposição na Internet. O grande desafio, hoje, não é estar na rede, é fazer negócios, estabelecer relacionamentos e interagir por meio da Internet.

Não há como fechar os olhos para a importância e, principalmente, para o poder das mídias sociais – sites de relacionamento, blogs, wikipédias, dentre outros. Com o surgimento destas mídias, o público consumidor se tornou agente promotor da notícia. Na Web2, o consumidor-paciente está no poder e, com isso, amplifica-se a repercussão de opiniões. Com a evolução da Internet, surgiram novos formadores de opinião e o conhecimento passou a ser disseminado de uma forma cada vez mais rápida e sem controle.

Hoje, o comunicador da área da Saúde deve saber que as mídias sociais podem ser transformadas em ferramentas que auxiliam as mídias tradicionais.  É preciso monitorar o conteúdo, pesquisar tendências e principalmente interagir e aprimorar a forma de lidar com os provedores de conteúdo dessas mídias. Além disso, é fundamental levantar e analisar os riscos e as oportunidades para cada um de seus clientes.

Se antes, a Internet era um ambiente corporativo e comercial, hoje é interativo e pessoal, no sentido de estar sendo feito por pessoas e comunidades.  Se antes a Web era baseada em homepages, hoje, a predominância é dos blogs e dos sites de relacionamento. Se antes a Web servia à propaganda, hoje, serve ao boca-a-boca. E por aí vai, criando um novo paradigma para os profissionais de Saúde, porque agora, quem fala é o público, não mais o doutor ou a clínica.

Este novo internauta considera “muito chato” o que as empresas falam, por isto, conversam entre si, formam redes de relacionamento, transformam suas versões em verdades, são imunes à publicidade e querem ser ouvidos.
Portanto, “se o doutor não sabe lidar bem com o computador”, se o sistema da sua clínica está sempre fora do ar, se você não responde aos e-mails dos pacientes ou se eles nem mesmo conseguem marcar uma consulta por meio do seu site, fique atento, preocupe-se e tome uma atitude para que sua clínica ou o seu negócio não desapareça.

Todos os profissionais de Saúde estão obrigados a conhecer esta nova realidade virtual e a conversar com este novo público, quer queiram, quer não. Este é o momento do médico e do dentista ouvirem o que a mídia social anda falando de sua marca e de seus serviços para poder atendê-los na hora, pois eles não são acostumados a ficar esperando dias por uma informação.
Por isto, no campo do marketing digital, realizamos:

4 thoughts on “Marketing digital

  1. Luciana Wronski

    Olá, Marcia! quem bom saber que encontrei um referencial sobre marketing em saúde. Estou encantada com o trabalho da sua empresa. Será que poderíamos trocar algumas ideias por e-mail?

  2. Márcia Wirth Post author

    Sim, Luciana, recebi o seu e-mail, manteremos contato oportunamente.
    Grata pelo contato.
    Márcia

  3. Márcia Wirth Post author

    Clarissa,

    Encaminhei as informações solicitadas para o seu e-mail.

    Grata pelo interesse,

    Márcia Wirth

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »