Escolha uma Página

O câncer e a desinformação

30 de setembro de 2011

Os artigos e as reportagens abordando temas sobre câncer na imprensa norte-americana com frequência relatam tratamentos agressivos e a sobrevivência do paciente, mas raramente tratam sobre o fracasso do tratamento ou reações adversas e prejudiciais aos pacientes. Esta é uma das conclusões de pesquisa da professora Jessica Fishman e colaboradores da Universidade da Pensilvânia, EUA, publicado nos Archives of Internal Medicine deste mês.

Os autores analisaram 436 artigos e reportagens editados em oito dos principais jornais norte-americanos e em cinco revistas de temas gerais para o público.  Das 436 matérias avaliadas, 140 destacaram a sobrevivência e somente 33 a morte e o morrer. Apenas 57 artigos relataram que os tratamentos poderiam fracassar e 131 que um tratamento agressivo poderia provocar efeitos adversos.

Apenas dois artigos, dentre os 436, eram sobre cuidados paliativos ou a necessária atenção ao paciente no fim de sua vida. Outra conclusão dos autores é a de que as publicações leigas oferecem uma visão inapropriadamente otimista sobre o tratamento do câncer, do seu resultado e do seu prognóstico.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

Veja também em News…

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir o chat
Precisa de ajuda?
Oi, posso te ajudar?